Formação de Professores

O professor da Escola Experimental assume a tarefa de planejar e organizar as rotinas do ciclo pelo qual é responsável, estando atento à complexidade do ato de educar e reconhecendo-se como guia e orientador deste processo. Sem dúvida, ser professor é um grande desafio, pois é ele quem deve criar situações favoráveis à aprendizagem, reconhecendo o aluno nas suas especificidades e sempre estando atento à necessidade da construção de um ambiente acolhedor, que potencialize a formação da identidade da criança/adolescente através da socialização, das descobertas e dos desafios.

Para a Escola Experimental, é indispensável que o professor seja um profissional reflexivo, um constante aprendiz. Profissional que não sabe tudo e que precisa aprender cada vez mais, seja através dos livros, ou com os seus próprios alunos. Para que o professor possa ensinar é fundamental que continue aberto a aprender. Ao incentivar tal perfil, a Escola Experimental promove a formação continuada, garantindo tempo e espaço para os professores discutirem sobre a sua prática pedagógica e sobre a melhor maneira de oportunizar situações de aprendizagem. Estes encontros ocorrem periodicamente, onde são realizados seminários, grupos de estudos e discussões fundamentadas em observações em sala de aula, vivências cotidianas e reflexão teórica.

Histórico da Formação de professores da Experimental

 

1997 a 2005: Responsável pela formação – AVANTE Consultores Associados. Aspectos abordados: Temas transversais em Educação; Projeto político Pedagógico; Didática da Língua e Matemática; Inteligências Múltiplas em sala de aula; Ensinar para a Compreensão.

2006 a 2009: Responsável pela formação – Thais Almeida Costa, psicóloga, mestre em educação, especialista em Educação Infantil e com experiência internacional na Escola Ponte, Portugal. Aspectos abordados: Desenvolvimento moral; Assembléias Escolares; Diversidade na Escola; Agenda 21; Cultura do Pensamento na Sala de Aula; Aprendizagem na Educação Infantil.

2009 a 2010: Responsável pela formação – Giselly Lima, Professora da Universidade Federal de Alagoas, mestre em Educação (UFBA), especialista em Literatura Brasileira e graduação em Pedagogia. Aspectos abordados: Formação do leitor, leitura literária, estratégias de leitura, produção de texto, currículo em Língua Portuguesa.

2009 a 2010: Responsável pela formação – Claudia Siqueira, pedagoga, historiadora, Diretora do Instituto Sidarta (SP). Aspectos abordados: Currículo no Ensino Fundamental II.

2010 a 2011: Responsável pela formação – AVANTE Consultores Associados. Aspectos abordados: Didática da Matemática