Projeto de
Convivência

Eixo 1: Conflitos

Os conflitos são compreendidos como possibilidades para aprender e desenvolver habilidades necessárias para uma convivência social saudável. O Círculo restaurativo funciona como uma estratégia importante para mediar conflitos, e prevê o direito a fala, a melhoria dos relacionamentos e o fortalecimento de laços comunitários como procedimentos imprescindíveis. A Mediação de Conflitos, também, é composta por momentos importantes tais como garantir à criança o protagonismo da sua ação e da sua solução, escutar com sensibilidade as partes envolvidas, solicitar aos envolvidos a resolução da situação, fazê-los (as) refletir sobre como evitar futuras situações semelhantes, retomar falas importantes e, a depender do tipo de conflito, comunicar às famílias e acompanhar os envolvidos.

Eixo 2: Assembleias

O mecanismo das assembleias coletivas (de classe e de representantes) auxilia no desenvolvimento de valores sociais, formação moral dos sujeitos e orientam seus comportamentos a fim de construírem um ambiente que têm como base o respeito mútuo e a democracia. Neste momento, as (os) alunas (os) assumem o papel de protagonistas e agentes ativos na mudança que desejam, discutindo em conjunto com professoras (es) e a direção, questões que abrangem a realidade escolar. A assembleia possibilita regular e regulamentar a convivência e as relações interpessoais propiciando a construção, também, de uma democracia participativa.

Eixo 3: Aula de Convivência Ética

A aula de Convivência Ética (ACE) possibilita o diálogo acerca da diversidade, do respeito, resolução

valores morais que permeiam o grupo. Dialogar sobre a convivência potencializa o desenvolvimento de boas relações para e com o outro baseando-se no respeito mútuo. Compreende-se que os encontros da ACE repercutem seus resultados ao longo do ano letivo e, dessa maneira, nota-se que crianças que participam desses momentos desenvolvem habilidades sociais importantes para uma convivência moral e para além da sala de aula.

Eixo 4: Formação de Professores e Auxiliares Pedagógicos

É fundamental que a equipe esteja engajada na promoção e manutenção da ética e na construção dos valores morais no contexto escolar. Para tal, a formação da equipe independe da função que cada um/a exerce na escola, visto que todas (os) devem estar empenhadas (os) na formação do sujeito. Dessa forma, compreende-se que são necessários encontros periódicos para que se discutam assuntos constantes no ambiente escolar.

Eixo 5: Grupo de Apoio entre Pares (GAP)

O projeto do grupo de Apoio entre Pares (GAP), iniciado em uma experiência pioneira espanhola por José Maria Martinez Avilés, tem o intuito de promover a interação entre pares de forma que eles mesmos – crianças -, possam se sentir seguros, protegidos e assistidos pelos seus colegas. Dessa forma, o grupo se torna referência na escola para auxiliar na resolução de conflitos e demais problemas com maior proximidade com seus colegas. O grupo se reúne com a psicóloga escolar para dialogar acerca de situações conflituosas e para criarem estratégias que combatam o bullying no ambiente da escola e faz-se importante, também, a parceria com as famílias nesse processo, a fim de potencializar as habilidades desenvolvidas que os membros envolvidos.